FRASES QUE MARCAM

“Assim como as paixões, violentas ou não, jamais devem ser expressas de forma a produzir asco, a música ainda que nas situações mais terríveis, nunca deve ofender o ouvido, mas agradar; continuar a ser música enfim” (Wolfgang Amadeus Mozart).

quinta-feira, 7 de junho de 2012

ANÁLISE DO FILME JOHN HUS


SEMINÁRIO TEOLÓGICO DO BETEL BRASILEIRO E AÇÃO EVANGÉLICA
SUPERIOR EM TEOLOGIA
DEISCIPLINA: Filosofia Cristã
PROFESSORA: Pr. Jeremias
ALUNA: Umbelina Rodrigues de Sousa

ANÁLISE DO FILME JOHN HUS


JOHN HUS - Uma Semente da Reforma –

Atualmente o conceito de “certo” e “errado” vai desaparecendo da sociedade, mas contrapondo-se a este ensino temos as palavras de Jesus “... a tua palavra é a verdade” (Jo 17.17). Foi a essa Verdade a que John Hus se submeteu. Em sua época, havia uma “verdade” oficial e inquestionável – a verdade da Igreja Católica Apostólica Romana. No entanto, John Hus, conhecendo a legítima Verdade não se calou e fez com que muitos homens e mulheres tivessem acesso à verdadeira libertação dada por Jesus.
John Hus, erudito clérigo alemão, viveu cem anos antes de Martinho Lutero e da reforma protestante. Ele estava convencido da necessidade de apresentar a Bíblia na língua do povo, acreditava que salvação vem só pela fé em Jesus Cristo e que só a Bíblia é a Palavra de Deus. Hus ensinou isso abertamente na Universidade de Praga e à sua igreja, e alertava para os abusos do Cristianismo da sua geração. Em vez da missa em latim, Hus introduziu várias mudanças como o cântico de hinos pelo povo, introduziu na igreja textos na “linguagem comum” como chamava a liderança da igreja católica, com isso provocou a ira da hierarquia da igreja.  
Sua preocupação era agradar a Deus com uma vida santa e promover ensino consistente e boa alimentação espiritual ao povo. Criticava duramente os líderes da Igreja por usarem seus ofícios em benefício próprio, vivendo no conforto e na imoralidade. Para Hus, a autoridade de um líder religioso vinha do seu caráter e não da sua posição. Hus insistia que o povo deveria viver em total dependência de Deus, numa vida simples e consagrada ao trabalho.
Quando soube a oposição dos clérigos John Hus foi espontaneamente até ao concílio se explicar tudo que ele queria era expor para os clérigos a descoberta que havia feito, com o estudo sério e dedicado, acerca da Palavra, mostrar que o que estava ensinando era apenas o que a Bíblia ensinava de maneira simples e pura. John Hus contava que eles iriam entender, mas o clérigo não se importava com o que a Bíblia diz, tudo o que e importava era tradição e o poder que eles detinham sobre o povo. Para o imperador usar os conhecimentos sabiamente significa manter a sua posição de conforto, ou seja, manter o bom relacionamento com a igreja. O mais estarrecedor é que o concílio se achava no direito de condenar alguém ao inferno, quando este tem a coragem de se posicionar contra as arbitrariedades cometidas pela igreja
Um homem corajoso, motivado pela dedicação e fé em Jesus, mesmo diante de perseguições, das injustiças, da omissão do imperador em cumprir o que prometeu, da indiferença do cardeal que nem ao menos se deus a trabalho de ler o seu material, sendo acusado, preso e condenado à morte na fogueira, ele em nenhum momento recuou das suas convicções em face das ameaças que recebeu.
Hus enfrentou o poder corrupto dentro de sua própria igreja e não  temeu. Seu único temor era reservado àquele que é Senhor da Igreja e da História. Ao constatarmos isso podemos perceber quão omissos somos nós hoje! Diante de corrupção, da violência e injustiça que verificamos em nossos dias, a coragem e audácia de John Hus não deveria nos mover em favor do reino de Deus?
Deus sempre levanta homens simples que sonham em ver a verdade de Deus como luz e guia dos homens. Muitos jovens, homens e mulheres de hoje buscam realizar seu sonho pessoal ou projeto de vida, mas poucos estão dispostos a abraçar o projeto de Deus e lutar contra o erro e o engano.

Uma das falas do filme que chamou em muito a minha atenção

“... - as vezes me preocupa se você percebe o perigo que existe diante de você  continuar atacando a corrupção na igreja.
- Eu não corro mais perigo do que você meu amigo, eu amo a igreja, mas onde que diz nas escrituras que alguém pode comprar sua entrada no céu? O que há de errado em que mais entendam o Evangelho de Deus ouvindo em sua própria língua? Nosso Senhor Jesus Cristo disse aos apóstolos para ir e espalhar a Palavra a todos os povos estou tentando fazer exatamente isso.”

JOHN HUS SE TORNOU UM MÁRTIR POR DEFENDER A VERDADE!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário